quarta-feira, 5 de março de 2014

RACHEL SHEHERAZADE QUER NOVO "GOLPE DE 1964"


Por Alexandre Figueiredo

O alerta foi dado por Altamiro Borges, do Centro de Estudos de Mídia Alternativa Barão de Itararé. Informando sobre uma notícia dada por um colunista da revista Época, Felipe Patury, Miro avisou sobre uma possível ocorrência da nova Marcha da Família Unida com Deus pela Liberdade.

A marcha, que estaria marcada para o próximo dia 22, entre a Praça da República e a Catedral da Sé, em São Paulo, e, entre as pessoas que apoiam a inciativa, estavam a ex-petista Denise Abreu, ex-diretora da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), o escritor Olavo de Carvalho e a jornalista do SBT, Rachel Sheherazade.

Rachel é conhecida por ter aplaudido a ação de um grupo de justiceiros no espancamento e acorrentamento de um jovem ladrão, desses que só roubam por falta de oportunidade da vida e pela ignorância que a miséria e a baixa escolaridade lhe forçam a ter.

Dizem que até mesmo o roqueiro Lobão está apoiando a manifestação, que tem também uma propaganda no blogue Conspiratio, o que torna a questão preocupante, porque a tal "marcha" é realmente um evento sério e não uma piada lançada por golpistas de lan house.

Seguem aqui alguns princípios defendidos pela manifestação, e que serão bradados nas ruas paulistanas no próximo dia 22:

1- destituir a presidente Dilma Rousseff e o vice-presidente Michel Temer;

2- dissolver o Congresso Nacional; 

3- prisão de todos os conspiradores por servirem aos interesses estrangeiros através do Foro de São Paulo, uma invasão sigilosa do território nacional executada pelo regime de Cuba através de agentes infiltrados; 

4- dissolução de todos os partidos e investigação com punição das organizações integrantes do Foro de São Paulo; 

5- Intervenção em todos os governos estaduais e municipais e nos seus respectivos legislativos; 

6- combate à corrupção e à subversão; 

7- intervenção no STF, cuja presença de ministros simpáticos aos conspiradores é clara e evidente.

A intenção golpista é evidente, e evoca até mesmo frases que haviam sido ditas na antiga mobilização, ocorrida há 50 anos, em várias partes do país, sendo a maior delas a manifestação ocorrida no Vale do Anhangabaú, na capital paulista, no dia 19 de março de 1964. Uma dessas frases é "Nossa bandeira é verde e amarelo, não foice e martelo".

Ironicamente data de aniversário de José Serra - que então se encontrava na esquerda política - , a manifestação paulista que mais repercutiu e se tornou histórica ocorreu seis dias depois do comício realizado pelo então presidente da República, João Goulart, deu na Estação da Central do Brasil, no centro do Rio de Janeiro, na qual prometeu pôr na prática as tão prometidas reformas de base.

Existe até mesmo gente que quer ver Joaquim Barbosa, o tendencioso jurista que preside o Supremo Tribunal Federal e é amigo das Organizações Globo, como futuro presidente da República, sugerindo Rachel Sheherazade para vice. A paranoia anti-comunista parece ter voltado à moda e a histeria fascista junta um confuso teor moralista com uma falsa reivindicação social.

O maior risco dessa manifestação é a repetição de todo um pesadelo político que causou grandes estragos ao país. Até hoje não conseguimos recuperar os estragos feitos pela ditadura militar de 1964-1985, que vão desde a atividade política até a cultura popular.

Mal se está começando a identificar e condenar os algozes da repressão e a resolver os crimes políticos cometidos. Com o golpismo avançando, a Comissão da Verdade será abortada e novos crimes políticos virão à tona. O país entrará em colapso, na medida em que uma nova coronhada política será lançada pelos militares, se a manifestação vingar.

Daí que se deve ficar de olho. Seria melhor que o povo brasileiro crie uma contra-marcha para reagir a esse golpismo. Neste caso não adianta fazer apenas ativismo acanhado falando "pelas costas". É preciso denunciar o golpismo porque ele agirá em prejuízo a um país que com muita dificuldade buscamos desenvolver. A Marcha da Família será uma marcha CONTRA O POVO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...