segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

MORRE CINEGRAFISTA DA BAND ATINGIDO POR ROJÃO


Por Alexandre Figueiredo

Depois de passar três dias internado em estado grave depois que foi atingido por um rojão lançado por um manifestante, no centro do Rio de Janeiro, faleceu Santiago Andrade, de 49 anos, que trabalhava como cinegrafista da TV Bandeirantes local. Ele havia sido atingido na cabeça.

O manifestante que atirou o rojão que atingiu o jornalista foi identificado como Fábio Raposo, de 22 anos, que havia sido preso no domingo, 09. Além de continuar detido, Fábio, que assumiu ter participado das manifestações mas não era o responsável pelo artefato, prometeu dar informações sobre o responsável pelo objeto.

Surgiram rumores, através de um telefonema divulgado na imprensa, de que o responsável pelo rojão seria um estagiário de um advogado ligado ao deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL-RJ). Freixo nega tais relações com o manifestante.

Uma ativista supostamente relacionada no caso, Elisa Quadros, conhecida como Sininho, negou estar envolvida com o manifestante, mas não pronunciou sobre sua suposta relação com o deputado Freixo. Este, por sua vez, pretende usar medidas legais para processar quem o acusou de tais ligações.

FILHA DIVULGA MENSAGEM

A filha do cinegrafista, Vanessa Andrade, divulgou uma mensagem no Facebook comentando a perda do pai. Reproduzimos o texto integralmente:

“Meu nome é Vanessa Andrade, tenho 29 anos e acabo de perder meu pai.

Quando decidi ser jornalista, aos 16, ele quase caiu duro. Disse que era profissão ingrata, salário baixo e muita ralação. Mas eu expliquei: vou usar seu sobrenome. Ele riu e disse: então pode!

Quando fiz minha primeira tatuagem, aos 15, achei que ele ia surtar. Mas ele olhou e disse: caramba, filha. Quero fazer também. E me deu de presente meu nome no antebraço.

Quando casei, ele ficou tão bêbado, que na hora de eu me despedir pra seguir em lua de mel, ele vomitava e me abraçava ao mesmo tempo.

Me ensinou muitos valores. A gente que vem de família humilde precisa provar duas vezes a que veio. Me deixou a vida toda em escola pública porque preferiu trabalhar mais para me pagar a faculdade. Ali o sonho dele se realizava. E o meu começava.

Esta noite eu passei no hospital me despedindo. Só eu e ele. Deitada em seu ombro, tivemos tempo de conversar sobre muitos assuntos, pedi perdão pelas minhas falhas e prometi seguir de cabeça erguida e cuidar da minha mãe e meus avós. Ele estava quentinho e sereno. Éramos só nós dois, pai e filha, na despedida mais linda que eu poderia ter. E ele também se despediu.

Sei que ele está bem. Claro que está. E eu sou a continuação da vida dele. Um dia meus futuros filhos saberão quem foi Santiago Andrade, o avô deles. Mas eu, somente eu, saberei o orgulho de ter o nome dele na minha identidade.

Obrigada, meu Deus. Porque tive a chance de amar e ser amada. Tive todas as alegrias e tristezas de pai e filha. Eu tive um pai. E ele teve uma filha.

Obrigada a todos. Ele também agradece.

Eu sou Vanessa Andrade, tenho 29 anos e os anjinhos do céu acabam de ganhar um pai.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...