sexta-feira, 22 de novembro de 2013

PRIVATIZAÇÃO DE AEROPORTOS FAVORECE CAPITAL, MAS REDUZ PODER DA INFRAERO


Por Alexandre Figueiredo

O leilão que aconteceu hoje na Bolsa Mercantil e de Futuros de São Paulo, envolvendo os aeroportos de Confins (Belo Horizonte) e Galeão (Rio de Janeiro) favoreceu a participação de empresas como a empreiteira Odebrecht e grupos empresariais que já investem no Aeroporto de Cingapura.

Portanto, a privatização dos dois aeroportos brasileiros favoreceu o capital e os grandes investidores, que respectivamente, levaram o Aeroporto Internacional Tom Jobim (atual nome do Galeão) por R$ 19,018 bilhões (consórcio Aeroportos do Futuro) e o Aeroporto de Confins por R$ 1,82 bilhões.

Os consórcios vencedores se comprometeram a investir R$ 5,7 bilhões, para o Galeão, e R$ 3,5 bilhões para modernização e ampliação de sua estrutura. A medida tem por objetivo receber o fluxo turístico estimado para o próximo ano, principalmente para os próximos eventos internacionais, como a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

No entanto, a Infraero, que administrava integralmente os aeroportos, além de ser sócia minoritária, só administrará os aeroportos nos primeiros 120 dias, e depois disso passará a administração para a operadora privada.

Na prática, é a redução do poder da Infraero no controle do trabalho dos aeroportos. No entanto, como na maior parte das privatizações, prefere-se manter cautela. O ato em si não é garantia que melhorias aconteçam, até porque o governo Dilma Rousseff anda adotando políticas de cunho neoliberal.

Resta saber como será a situação dos servidores públicos, dos concursados de 2009 que ainda não foram convocados, ou de outros trabalhadores dos aeroportos. Sob o ponto de vista dos negócios, o leilão dos aeroportos foi nas mil maravilhas. E sob o ponto de vista dos trabalhadores, isso nem sempre é garantia de mais empregos e maior estabilidade profissional. É esperar para ver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...