sexta-feira, 17 de maio de 2013

MORRE O GENOCIDA VIDELA NA CADEIA


COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: Um dos principais generais que comandaram a ditadura militar na Argentina, Jorge Rafael Videla, que presidiu o país de 1976 e 1981, faleceu aos 87 anos enquanto dormia, na madrugada de hoje. Cumprindo prisão perpétua pela violação de direitos humanos, Videla também foi condenado pela morte de oito mil pessoas durante seu governo, várias delas desaparecidas, que teriam sido opositoras à ditadura argentina.

Morre o genocida Videla na cadeia, na Argentina, enquanto nossos torturadores e assassinos passeiam sua impunidade

Por Antônio Mello - Blog do Mello

Morreu esta madrugada na cadeia na Argentina, onde estava condenado à prisão perpétua e mais 50 anos (vá entender essas determinações judiciais... Vão colocar o caixão de Videla na cadeia pelos próximos 50 anos?), o ditador (porque a patente de general do Exército lhe foi retirada por crimes de lesa humanidade) Jorge Rafael Videla, primeiro capo da sangrenta ditadura militar argentina [leia mais aqui].

Enquanto isso, aqui no Brasil, ainda estamos engatinhando (pois sempre estivemos de cócoras) com a importantíssima Comissão da Verdade, que, em boa hora, a presidenta Dilma - tão calada sobre o assunto - resolveu dar apoio mais consistente.

É o primeiro passo para que um dia levemos à Justiça os criminosos que, aproveitando-se da quebra da Constituição, sequestraram, torturaram, mataram inúmeros brasileiros e, até hoje, escondem seus crimes, passeiam sua impunidade como se fossem inocentes vovozinhos - quando têm as mãos sujas de sangue.

A morte de Vilela na cadeia soma-se à Ley de Medios como duas invejas/metas que temos do povo argentino.

Essa é a verdadeira Copa que temos que ganhar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...