terça-feira, 29 de janeiro de 2013

"BOAZUDA" COMETE GAFE RELACIONADA À SAÚDE PÚBLICA


Por Alexandre Figueiredo

Mais uma vez a mídia machista se alimenta de factoides e gafes de suas "musas", insistindo num mercado que já causa problemas e repercussões negativas, mas se protege pelo pretexto do termo "popular" para promover mulheres reduzidas a reles brinquedos sexuais de um público mais bronco.

Desta vez, a gafe foi da "modelo" (?!) Andressa Urach - mais uma dessas "boazudas" com sobrenome "europeu" - , que mostrou um mosquito pousando sobre um de seus glúteos, num claro gesto de estupidez e imprudência.

Segue a nota que o portal Terra, sob "encomendação" da mídia machista (jabaculê?), publicou sobre a sub-celebridade:

Andressa Urach posta foto com mosquito no bumbum

Andressa Urach adora dividir os momentos de seu dia a dia com seus fãs no Twitter. Nessa segunda-feira (28), antes de dormir, a loira postou uma foto em que aparece com um mosquito pousado em seu bumbum.

"Esse sabe o que é bom! Hoje quem vai fazer amor comigo é o mosquito", escreveu Andressa, provocando os fãs.


A mensagem é puramente narcisista - "Esse sabe o que é bom",  sobre o traseiro da moça - e é puramente irresponsável, sabendo o que pode fazer um inseto destes, que geralmente incomoda as pessoas (sobretudo eu) e que pode ser fonte de sérias doenças, principalmente a dengue. Portanto, a gafe de Andressa Urach foi, acima de tudo, contra a saúde pública.

Além disso, o texto também força a imagem, muitas vezes falsa, de "encalhadas" dessas pretensas musas. Usar um mosquito para dizer que uma moça "não consegue ter um namorado" é o cúmulo do ridículo, embora a mídia machista não mede escrúpulos para permitir tais "gracinhas" para manter essas mulheres no posto de "brinquedos sexuais" para (a falta de) imaginário masculino.

Portanto, foi mais um episódio patético que faz com que a mídia machista ainda persista como extensão do poder midiático. E que mostra um mercado controlado por homens, em que pese o suposto celibato e a falsa imagem de "encalhadas" de suas moças.

Só que esse mercado estimula o turismo sexual, a pornografia e a pedofilia, na medida em que essas "popozudas" são vendidas como exemplos de sucesso feminino. Isso acaba repercutindo até nos portais de prostituição estrangeiros, que publicam fotos dessas moças, no tráfico de mulheres e coisas piores.

Sem falar que, no caso de Andressa Urach, se trata também de uma péssima campanha de combate à dengue. As famílias aedes aegypti agradecem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...