domingo, 6 de janeiro de 2013

ALEXANDRE PIRES JÁ HAVIA LANÇADO MÚSICA MACHISTA


Por Alexandre Figueiredo

Meses atrás, o cantor neo-brega Alexandre Pires se encrencou com uma música que insinuava mensagens machistas e racistas através da letra e de um videoclipe no qual ele e seu convidado, o funqueiro Mr. Catra, mais o jogador Neymar, usavam roupas de gorilas e eram cercados por popozudas. Intitulada "Kong", a música chegou a ser alvo de uma ação judicial, que repercutiu bastante na imprensa.

Alexandre Pires, associado a um contexto sócio-cultural conservador - foi apadrinhado por cubanos anti-castristas para cantar até mesmo para George W. Bush - , apadrinhado pelas Organizações Globo e tudo o mais, havia sido até atribuído por uma deputada paraibana por supostos comentários feitos de que as mulheres da Paraíba seriam "as mais vulgares".

Mas desde os tempos do Só Pra Contrariar, o ídolo do sambrega havia causado problemas, como uma letra machista da música "A Barata", no qual apela para o duplo sentido, sobretudo no verso "Toda vez que eu chego em casa / A barata da vizinha está na minha cama", reduzindo a imagem da mulher a um inseto, como se não bastasse a letra jocosa que alude à tara sexual da "barata da vizinha".

Musicalmente, a música tem um arranjo brega, ambientado por um teclado barato, bem naquele estilo do "sambão-joia" reciclado, o que veio a ser conhecido como "pagode romântico", sambrega ou "pagode mauricinho". A autoria da música é do próprio cantor, apesar de ser cantada, além dele, por outros integrantes do grupo.

Aqui temos a letra, para ver a noção da coisa. E mostra que, num país que já teve Agostinho dos Santos, Wilson Simonal, Noite Ilustrada e outros grandes mestres, não precisamos de um cantor brega, de valores duvidosos, tão "artístico" quanto um calouro de reality show e tão submisso ao mercado, como Alexandre Pires. Por isso, merecemos artistas bem melhores, mais genuínos e bem menos conservadores.


A Barata
Só Pra Contrariar

Toda vez que chego em casa
A barata da vizinha está na minha cama
Toda vez que chego em casa
A barata da vizinha está na minha cama
Diz aí Luis Fernando o que cê vai fazer
Eu vou comprar um chicote pra me defender
Ele vai dar uma chicotada na barata dela
Ele vai dar uma chicotada na barata dela
Diz aí Rogério o que cê vai fazer
Eu vou comprar um pau pra me defender
Ele vai dar uma paulada na barata dela
Ele vai dar uma paulada na barata dela
Diz aí Fernando o que cê vai fazer
Eu vou comprar uma espora pra me defender
Ele vai dar uma esporada na barata dela
Ele vai dar uma esporada na barata dela
Diz aí Luizinho o que cê vai fazer
Eu vou comprar um inseticida pra me defender
Ele vai dar uma tonteada na barata dela
Ele vai dar uma tonteada na barata dela
Diz aí Serginho o que cê vai fazer
Eu vou comprar uma furadeira pra me defender
Ele vai dar uma furada na barata dela
Ele vai dar uma furada na barata dela
Diz aí Alexandre o que cê vai fazer
Eu vou comprar uma bombinha pra me defender
Ele vai dar
Ele vai dar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...