quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

OS INCONSEQUENTES DOS DOIS LADOS


Por Alexandre Figueiredo

O recente episódio de Luciano Huck se recusando a fazer o teste do bafômetro, à maneira do grande amigo do apresentador, o político tucano Aécio Neves, gerou uma péssima repercussão contra o marido de Angélica, considerado símbolo de "bom mocismo" pela grande mídia.

Mas o episódio, em si, ainda não causou tanta controvérsia quando isolado, se referirmos a uma reação feita contra o "astro" global por um outro famoso. Pois o caso Huck ganhou um tempero a mais quando o "humorista" Rafinha Bastos, ex-CQC e astro da franquia brasileira do Saturday Night Live, havia escrito um comentário agressivo contra o apresentador da Globo.

Rafinha xingou Huck de "playboy inconsequente" e "seu bosta", embora tenhamos que admitir que ele foi pertinente em certos comentários que põem em xeque a famosa imagem benevolente do apresentador, ao citar termos como "assistencialismo barato" e "teatrinho falso".

O comentário de Rafinha bastos foi irônico, forjando um "conselho" dado a Huck para dizer que "agiu errado" e vestir a "máscara de pessoa arrependida", ao admitir o erro de ter bebido antes de dirigir. Mas depois Rafinha disse "nem saber" porque está dando dicas e afirmou que Huck "sabe bem o que fazer", porque "teatrinho falso é a sua especialidade".

Rafinha terminou o texto aconselhando Huck a tomar um táxi, xingando-o de "seu bosta". Ironicamente, a esposa de Huck, a também apresentadora Angélica, foi famosa por cantar uma versão de um sucesso pop francês, que na letra em português virou "Vou de Táxi".

Mas o tom agressivo do comentário chegou ao conhecimento de Huck e seu advogado, que ameaçaram processar Rafinha Bastos pela mensagem. Ao saber disso, Rafinha pediu desculpas em nova mensagem, admitindo que errou, mas não tendo certeza se realmente será processado ou não.

Mais tarde, foi o ex-colega Danilo Gentili, também ex-CQC, que escreveu uma mensagem em relação ao episódio, sem citar nomes: "Até quando vão os melindres? Onde vai parar a briguinha? Até que ponto chega o fingimento? Por que não vai todo mundo pra puta que pariu", escreveu.

MANIQUEÍSMO

Aparentemente, o episódio pareceu favorável a Rafinha Bastos, apesar dele ter feito, em outras ocasiões, comentários machistas saudando estupradores e sugerindo "interesse sexual" pela cantora Wanessa Camargo e seu filho, então dentro da barriga da mãe. Wanessa e seu marido Marcus Buaiz, por sinal amigos de Luciano Huck, entraram em processo contra ele.

A opinião pública média ainda não consegue entender as fronteiras entre baixarias e pieguices. Se é mais sentimentaloide, ela toma partido ao Luciano Huck. Se é mais "irreverente", passa a defender Rafinha Bastos. No entanto, o episódio não requer maniqueísmos, pois em ambos os casos há os problemas típicos da realidade viciada de nossa televisão.

Mesmo a mais açucarada pieguice, de nomes como Luciano Huck e Padre Marcelo Rossi, também se enquadram nas baixarias televisivas, na medida em que inspiram uma emotividade exagerada, que também tem muito de vulgar, apesar de se apoiar num moralismo extremado. Mas moralismo e imoralidade andam de mãos dadas, porque um acaba se tornando o "lado escuro" do outro, como no yin e yang chinês.

Até porque muitos homens viciados em curtição têm um pouco de Luciano Huck e de Rafinha Bastos. Machistas e beberrões, falsamente assistencialistas, falsamente rebeldes. Se acham "tudo de bom", feito Luciano Huck, mas adotam comentários irônicos, como Rafinha Bastos. E eles existem aos montes nas redes sociais da Internet.

Portanto, contrapor Huck e Bastos para ver quem realmente é "o bem" soa tão falso e incoerente quanto contrapor Fernando Collor e Policarpo Júnior. Em ambos os casos, há erros. Afinal, são os inconsequentes dos dois lados, um abusando da curtição, outro da grosseria. O Brasil não construirá sua prosperidade com esses maniqueísmos, falhos cada um à sua maneira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...