domingo, 7 de outubro de 2012

CASO PINHEIRINHO FOI PIOR CAMPANHA TUCANA PARA SÃO JOSÉ DOS CAMPOS


Por Alexandre Figueiredo

O episódio da extinta comunidade de Pinheirinho, em São José dos Campos, que numa ação surpresa numa manhã de domingo, uma força policial desalojou violentamente os moradores, acabou soando uma campanha eleitoral negativa para a sucessão municipal pelo PSDB.

Desde 1997 o PSDB governa a cidade, e seu titular hoje é o prefeito Eduardo Cury. A cidade também faz parte do reduto político eleitoral do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, natural da cidade de Pindamonhangaba, próximo a São José dos Campos. Alckmin é um dos mentores da violenta expulsão de moradores de Pinheirinho, área hoje em processo de venda para uso de um novo parque industrial.

No entanto, a ação arbitrária que expulsou todos os moradores de um bairro popular existente desde 2004 acabou dando efeitos negativos para os tucanos. Nas pesquisas de intenção de votos o candidato de Cury, Alexandre Blanco, que chegou a ter 31% contra 52% do petista Carlinhos Almeida no último dia 04, o que poderia indicar um segundo turno, aumentou a diferença na pesquisa de ontem.

Blanco caiu quatro pontos, enquanto Almeida aumentou quatro, o que mostra o quanto o episódio de Pinheirinho, que teve uma péssima repercussão nacional e causa estragos na reputação do PSDB no seu maior reduto político, também seu berço, a cidade de São Paulo. O PSDB acumula um desgaste político violento e José Serra, o candidato à prefeitura paulistana, está em séria desvantagem política.

A expulsão dos moradores de Pinheirinho, depois entregues à própria sorte, desgastou Alckmin, que desde os últimos momentos de vida do então governador paulista Mário Covas, uma das figuras fundadoras do PSDB, exibia uma imagem de "político moderno" e "excelente administrador".

A violenta operação foi demais para Alckmin, que ainda poderia passar incólume se apenas um defeito sombrio, a associação com a organização neo-medieval Opus Dei, lhe pesasse em sua vida. Mas como um verdadeiro tirano, desconhecendo as diversas vidas, a cultura, a organização política e comunitária - havia uma associação de moradores bastante atuante em Pinheirinho - desse bairro de São José dos Campos, decidiu ser solidário apenas a um único magnata.

Ou seja, apenas o especulador financeiro Naji Nahas, que como péssimo administrador deixou falir a indústria de alimentos Selecta, foi beneficiado na ocasião. Nahas, também queridinho da revista Caras, poderá pagar todas as dívidas relacionadas à empresa falida, enquanto milhares de moradores não poderão pagar suas contas nem comprar novas moradias, pelo menos de forma cômoda e acessível.

Dessa forma, os lesados de Pinheirinho já estão reagindo nas urnas. É possível que o PSDB perca sua hegemonia política em São José dos Campos. O que o partido fez com o povo foi uma crueldade sem limites, pois nada foi feito para assistir a população em qualquer hipótese. Para Geraldo Alckmin e Eduardo Cury, só havia eles e Naji Nahas no problema a ser resolvido. Por isso, o povo, desprezado pelo poder público, não vai querer mais quatro anos de tirania e abandono.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...