segunda-feira, 3 de setembro de 2012

COMEÇA O LEILÃO DO TERRENO DE PINHEIRINHO


Por Alexandre Figueiredo

Hoje é um dia de muita dor para os antigos moradores da comunidade de Pinheirinho, em São José dos Campos, desmontada no começo deste ano sob violenta repressão policial sob ordens do governador paulista Geraldo Alckmin apoiadas pelo correligionário e prefeito municipal Eduardo Cury.

A área, de 1,3 milhão de metros quadrados, entrou no processo de leilão na casa de leilões Sodré Santoro, em São Paulo. O terreno é avaliado em R$ 187,4 milhões e pertence ao empresário e especulador financeiro Naji Nahas, que havia investido no local uma fábrica de alimentos e refrescos, a Selecta, há tempos falida.

Os leilões, que estão sendo feitos até pela Internet, e qualquer pessoa física ou jurídica pode adquirir a área. A Selecta faliu há dez anos. Não há obrigação do lance inicial corresponder ao valor do terreno ou mesmo ao valor penal da área, que corresponde à metade do citado valor do local do antigo bairro de Pinheirinho. O que significa que o primeiro lance é livre, segundo diz o advogado da casa de leilões, Sidney Palharini Jr..

Todavia, o comprador deve estar ciente da dívida ambiental de R$ 28 milhões em multas para o município, devido a infrações como a falta de limpeza e da inutilização do imóvel depois de seu fechamento. Além disso, a dívida em Imposto Predial e Territorial Urbano é de R$ 17 milhões.

Em compensação, a entrada no pagamento será correspondente a 30% do valor negociado, e não haverá limite de parcelas a serem acertadas para pagamento. O dinheiro arrecadado será para pagamento de dívidas de Naji Nahas em relação ao terreno.

Quanto aos antigos moradores, até agora não houve uma nova decisão judicial que pudesse garantir novas residências para a população desalojada. O povo de Pinheirinho continua entregue à própria sorte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...