domingo, 2 de setembro de 2012

A VEJA ESTÁ SONHANDO...


Por Alexandre Figueiredo

Há corrupção no PT, não existe dúvida. Mergulhado no fisiologismo político, o PT pode não ter sido o único partido envolvido no esquema do mensalão, mas de certa forma participou, se guiando pelas diretrizes "pragmáticas" da tendência Articulação, dominante no partido.

Recentemente João Paulo Cunha foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal. Antes disso havia um debate que irritava a velha grande mídia, que queria derrubar o PT apenas por derrubar, mais como uma caça às bruxas do que como um combate à corrupção e ao fisiologismo político.

Os vícios, equívocos, omissões e erros cometidos pelo Partido dos Trabalhadores que há muito não representa mais as classes trabalhadoras, dominado há muito por burocratas políticos abastados, no entanto não servem de pretexto para ver na revista Veja o suposto oásis de honestidade da nossa grande mídia.

Infelizmente, muitos ainda leem os factoides políticos despejados por Veja com se fossem denúncias sérias. Veja não está aí para defender o país, se ela critica os erros das esquerdas é porque se trata de um veículo de extrema-direita, que só falta vender o país para o capital estrangeiro e transformar os Estados brasileiros em unidades federativas dos EUA.

Veja é antissocial, e por isso não pode se servir à catarse anticorrupção dos ideologicamente independentes. Uma coisa é criticar a corrupção nos sindicatos, partidos de esquerda, entidades estudantis, movimentos de sem-terra, organizações não-governamentais etc. Outra coisa é desqualificá-los por si mesmos, por causa dos constantes focos de corrupção.

E é isso que Veja faz. Ela segue aquela pretensa rebeldia reacionária que estava muito em moda há quinze anos atrás. Era uma histeria sentimentaloide, no sentido da raiva cega, que por conta do ódio à corrupção política, inspira em muitos a solução golpista da "derrubada" do Congresso Nacional.

Sim, ouvia-se muito isso e, durante muito tempo, era status pedir o fechamento do Congresso Nacional. Sem querer, muitos "rebeldes" de ocasião acabavam rasgando a Constituição Federal, de 1988, desqualificando o Poder Legislativo em si e querendo acabar com um problema sem apresentar uma solução, apenas anulando a vida política como um todo.

Isso deixou de ser moda, até porque, na proximidade dos eventos esportivos de 2014 e 2016, a grande mídia que antes incitava o ódio generalizado aos políticos agora incita a adoração quase incondicional dos mesmos.

Ou seja, quando os políticos fisiológicos precisam "ter apoio" para certas ocasiões, a velha grande mídia, a mesma que outrora incitava as massas a pedir o fim do Poder Legislativo, reverte o sentimento a ser considerado dominante. E são as mesmas pessoas que um dia querem o fim do Legislativo e que pedem que se apoie um Sérgio Cabral Filho "em prol do progresso nacional".

Esquizofrenias à parte, o que vemos na Veja é que ela não é confiável. Seu arremedo de "jornalismo investigativo", além de grosseiro e mentiroso, é feito pelos métodos mais rabugentos. E o maior deles está aos poucos sendo denunciado fora dos meios esquerdistas, que é a participação do bicheiro goiano Carlinhos Cachoeira nos acordos de pauta de Veja, junto ao editor Policarpo Júnior.

Carlinhos Cachoeira é quase um chefe de redação de Veja. Manda até no Policarpo Júnior, solicitando a ele que se produza "reportagens" para desmoralizar desafetos, ou simplesmente se evite que se publique alguma notícia desfavorável ao bicheiro e aos aliados.

E até piada ver que Veja está feliz porque acha que, agora, o Brasil vai aprender a "saber distinguir o certo e o errado". Tudo bem. Só que existe o outro lado. Se as pessoas começam a questionar os vícios das esquerdas, os retrocessos no governo Dilma Rousseff e seu "choque de capitalismo", elas também passam a ver na revista Veja uma publicação criminosa e irresponsável, manchada não só pelo seu reacionarismo rabugento, mas também pelas alianças com um chefe do crime organizado goiano.

Se Veja acha que vai sair incólume no seu "julgamento" sobre o certo e o errado, é porque está sonhando, sonhando demais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...