domingo, 26 de agosto de 2012

O RIDÍCULO DO MACHISMO DAS "POPOZUDAS"


Por Alexandre Figueiredo

Está ficando cansativo, está ficando repetitivo, está ficando completamente inútil. Mas a coisa não para. A exploração vulgar e machista da mulher brasileira, através do saturado "circo" das "popozudas", que alimenta todo um mercado controlado por MACHISTAS e destinado aos MACHISTAS, continua existindo, constrangendo as mulheres e os homens que não compartilham desse verdadeiro recreio do "machismo-uia", aquele machismo meio envergonhado, meio festivo e muito tolo.

É uma inflação de "mulheres-frutas", paniquetes, "musas do MMA", "musas do Brasileirão", "garotas da laje", dançarinas de "pagodão" e tudo o mais. E, o que é pior, o mercado é tão saturado que as novas entram sem que as veteranas saiam de cena. Tudo vira um espetáculo da vulgaridade mais explícita, da mediocridade, da imbecilização, da qual não podemos contestar porque pode surgir um troleiro fazendo gozações baratas.

Evidentemente, esses troleiros, muitos deles expressões típicas do "machismo-uia", são "pegadores" frustrados, punheteiros envergonhados que têm vergonha de tudo, exceto de escrever baixarias na Internet. E só eles é que acham que essas "popozudas" são as "deusas absolutas". Coitados, nunca devem ter visto uma Natalie Portman na vida.

A foto acima, desculpem o grotesco, mostra a Andressa Soares, a Mulher Melancia, e a Solange Gomes, ex-"garota da banheira" de Gugu Liberato, "medindo" os glúteos no programa de Gilberto Barros, o "Leão", espécie de "genérico" de Carlos "Ratinho" Massa.

A participação se destina ao programa que "Leão" apresenta na falida Rede TV!, o Sábado Total, tido como "de variedades".

Sem o que mostrar e apelando para o sensacionalismo barato, as duas "musas" foram ao programa apenas para "medição de bumbum", numa atitude bastante constrangedora, típica das duas. Tempos atrás, a Mulher Melancia se autoproclamava "inteligente", numa época em que, na Inglaterra, a esforçada Keira Knightley declarava que precisava estudar muito e ler livros, por não ter nível universitário.

Solange também havia dito no Twitter que "não necessitava ler livros porque é formada na faculdade da vida (?!)". Mas, ironicamente, está preparando um livro só para descrever os processos judiciais que move contra o ex-marido, o cantor de sambrega Vaguinho, ex-Morenos e hoje pastor evangélico.

Quando o Brasil precisa progredir, lutando pela dignidade das mulheres, a vulgaridade feminina atrapalha qualquer esforço. As feministas dão um duro danado para barrar a impunidade, e até o feminicídio - que cresce assustadoramente no país - sofre uma campanha de parte delas para que seja reconhecido como crime hediondo (campanha que eu apoio totalmente).

E, de repente, meu irmão chegou no momento em que escrevo este texto mostrando a notícia de que, só em Niterói, uma média diária de mulheres é vítima de agressão. Enquanto isso, as "popozudas" promovem a péssima imagem da mulher das classes populares, como se ter glúteos grandes é sinônimo de ser idiota.

As reações contra esses "brinquedos de machistas" que são as "popozudas" ocorrem, é só clicar nesta segunda figura. Eu mesmo lancei esse termo no meu comentário. E a ditadura midiática alimenta com gosto esse mercado constrangedor, que ofende as mulheres e vicia os homens na sua tara sexual de cada dia.

Nada disso traz qualquer dignidade para as mulheres. É tudo vulgaridade, humilhação, desgosto. E não dá para achar que o "mau gosto é lindo", que "mau gost´é causa nobre" porque é impossível. A breguice, a vulgaridade e outras aberrações constrangem até mesmo muita gente das periferias. Enquanto isso, são as elites que apoiam essa breguice em todos os sentidos.

Assim disse Chico Buarque: "quem te viu, quem te vê".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...