terça-feira, 3 de julho de 2012

BLOGUEIRA LANÇA LIVRO DE CRÔNICAS


Por Alexandre Figueiredo

Todo mundo que pesquisa os blogues progressistas mais conceituados conhece Lola Aronovich, blogueira do Escreva Lola Escreva, que fala sobre diversos assuntos, sobretudo de natureza feminina.

São textos longos, mas de uma grande lucidez, que a autora escreve sem medo de causar polêmica, afinal vivemos num país em crise de referências, e a coerência de muitos nem sempre recebe aceitação imediata da opinião pública.

E isso principalmente num país machista como o Brasil, em que boa parte da sociedade - inclusive intelectuais e mesmo algumas do sexo feminino - acha que as "mulheres-frutas" são o "maior símbolo do feminismo brasileiro" só porque não dependem de homens para se sustentarem na vida. E, pasmem, num país em que uma Bia Abramo tem a coragem de preferir as "proibidas do funk" que se vestem de enfermeiras do que as enfermeiras de verdade que dão muito duro em troca de uma remuneração precária.

Lola Aronovich, a corajosa blogueira e professora, esposa de um homem simples que volta e meia ela comenta em seu blogue, reuniu vários textos que ela escreveu sobre os diversos filmes dos anos 2000 para o seu livro, que tem o mesmo título do blogue.

Portanto, não é uma coletânea preguiçosa de textos tipo as que um Merval Pereira publica para depois mendigar um lugar na Academia Brasileira de Letras. O livro de Lola Aronovich é uma coletânea séria, temática, de alguém que merece publicar um livro para que suas ideias ultrapassem a realidade digital dos blogues e alcancem quem não tem acesso fácil ao computador ou não costumam ter paciência para ler textos longos na Internet.

Quem estiver interessado pelo livro pode fazer o seguinte:

1) Faça um depósito de R$ 30 em uma das duas contas da autora: uma no Banco do Brasil, agência 3653-6, cc 32853-7, ou então a do Banco Santander, agência 3508, cc 010772760.

2) Escreva uma mensagem para lolaescreva@gmail.com enviando cópia do comprovante de pagamento e informando à autora o endereço residencial completo, incluindo o CEP, para que assim o livro chegue ao destinatário interessado.

3) Se preferir, faça um comentário próprio, algo como uma declaração de sua vida - como uma mulher que se identificou com as ideias de Lola falar sobre seus anseios e esperanças - , para inspirar a autora a escrever uma dedicatória na cópia autografada.

Quem mora em São Paulo pode adquirir o livro na livraria da USP, na própria Cidade Universitária da instituição, no bairro do Butantã. Mas neste caso os livros não são autografados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...