segunda-feira, 30 de julho de 2012

AGITAÇÕES NA POLÍTICA E MÍDIA TUCANAS


Por Alexandre Figueiredo

Os últimos dias foram bastante agitados nos bastidores do tucanato brasileiro. Há os preparativos para a farra política sobre o julgamento dos acusados do esquema do "mensalão" de Marcos Valério, entre eles o petista José Dirceu, já "homenageado" por um truque de photoshop da rabugenta revista Veja.

Mas na semana passada o PSDB paulista fez das suas. O candidato a prefeito de São Paulo, José Serra, chamando mais uma vez os blogueiros de "sujos" e comparando-os a um tipo de fascismo ocorrido no século passado. E o governador paulista, Geraldo Alckmin, deixando a violência ocorrer solta na capital paulista.

E antes que apareçam episódios como a acusação de Andressa Mendonça de ser "laranja" do próprio marido, o bicheiro goiano Carlinhos Cachoeira, sua prisão e depois soltura sob fiança - depois dela tentar subornar um policial e agora ser oficialmente intimada a não se comunicar com o próprio marido (o que é, na prática, impossível) - e o tal julgamento dos mensaleiros, o jornal O Globo muda sua concepção gráfica.

Seguindo o mesmo espírito de programas da Rede Globo de Televisão - como os programas de Fátima Bernardes e Pedro Bial - , o jornal O Globo tentar ficar entre o que seus executivos entendem como "entre o popular e o sofisticado". Nem tão sofisticado, nem tão popular, algo meio Sullivan e Massadas.

Grandes tempos, aliás, em que Michael Sullivan poderia se assumir como o chefão do hit-parade radiofônico de mãos dadas com Roberto Marinho. Hoje ele tenta renegar o passado, mas Xuxa e outros ídolos estão aí para testemunhar o neoliberalismo cultural lançado pelo ex-Ivanildo dos Fevers.

José Serra, o "destaque" da semana passada, nem parece que havia sido líder estudantil socialista, com tamanho reacionarismo contra a blogosfera, já que hoje ele e sua mídia associada não podem mais conter o avanço de uma opinião realmente pública que anda demolindo as visões outrora oficiais de qualquer coisa.

E a CPI do caso Cachoeira continua andando, mas os acordos políticos, tanto do lado tucano quanto do lado petista, acabam dispensando testemunhas ou envolvidos que poderiam ser estratégicos para a investigação do esquema do bicheiro goiano. Com tais dispensas, a CPI se tornou capenga, e quando muito apenas se limitou a condenar figuras já "incômodas" como Demóstenes Torres e a continuar investigando o governador goiano Marconi Perillo.

Mas Veja, a mesma que agora está "muito ocupada" em destruir José Dirceu - muito diferente da natural discordância e reprovação dos erros por ele cometidos - , agora é denunciada por ter armado um dossiê para inocentar Carlinhos Cachoeira, revelado pelas ameaças da sra. Cachoeira para o juíz federal Alderico Rocha Santos, um dos responsáveis pela investigação do esquema do bicheiro.

Andressa teria ameaçado Alderico com as seguintes palavras, que ela teria dito com certa ironia: "Doutor, tenho algo muito bom para o senhor. O senhor conhece o Policarpo Júnior? O Carlos contratou o Policarpo para fazer um dossiê contra o senhor. Se o senhor soltar o Carlos, não vamos soltar o dossiê".Alderico disse não temer as denúncias, mas aí Andressa, ainda mais ameaçadora, perguntou: "O senhor tem certeza?".


Para piorar, as denúncias foram veiculadas no portal G1, das Organizações Globo, o que significa que não dá para esconder mais o envolvimento de Veja no esquema de Cachoeira. E, poucos dias após Rupert Murdoch ter anunciado a sua saída do comando de suas empresas, Roberto Civita, seu semelhante e amigo, volta a perder seu sossego, depois de acreditar que o escândalo de Policarpo seria fogo de palha.


Representantes de Veja na sede em São Paulo e na sucursal de Brasília foram procurados, mas ninguém se dispôs a dar declarações. A assessoria de imprensa da revista informou que não declara sobre assuntos de âmbito editorial. Mas o fato de Policarpo Júnior já ser citado num escândalo noticiado por um veículo de mídia aliado do Grupo Abril já mostra que a coisa vai complicar para a velha grande mídia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...