domingo, 17 de junho de 2012

A MPB NÃO VIVE PARADA NO TEMPO. O BREGA, SIM


Por Alexandre Figueiredo

A intelectualidade dominante acusa a MPB autêntica de ser parada no tempo, de estar isolada no tempo e no espaço.

Em contrapartida, os mesmos intelectuais acham que o brega-popularesco é que "renova sempre" e "está aberto ao mundo". Embora tentem uma argumentação engenhosa para sustentar esta tese, os intelectuais que assim pensam estão completamente enganados.

O brega sempre é parado no tempo. Seu sentido principal, o da cafonice, significa que é um tipo de "cultura" que não olha para frente nem fica de cabeça erguida, mas sempre olha as coisas para trás e de forma cabisbaixa.

O brega é retardatário, assimila sempre modismos ultrapassados. É cabisbaixo, porque tem baixa autoestima (que às vezes se dá no extremo oposto, o complexo de superioridade que tenta disfarçar a mediocridade natural). E por mais que a intelectualidade tente empurrar o brega para a vanguarda tendenciosamente, às custas sobretudo de recursos discursivos que vão da estética fashion a narrativas tipo Novo Jornalismo e História das Mentalidades, o brega sempre tem aquele ranço velho, ultrapassado.

O fenômeno Michel Teló é um exemplo entre tantos. Vendido como "novidade" no exterior, graças ao maciço investimento financeiro que os empresários do cantor jogaram nas rádios, TVs e casas de espetáculos lá de fora, Teló no entanto já nasceu antiquado, mais parecendo como aqueles cantores bregas que se via na TV Studios há 35 anos atrás.

E da mesma forma que Michel Teló foi usado para evitar o desgaste do "sertanejo universitário" através de Luan Santana, e depois de Gusttavo Lima ter se lançado como um genérico de Teló, é a vez de João Lucas & Marcelo, com seu "Eu Quero Tchu, Eu Quero Tcha", oferecer mais um produto do gênero, agora no derivativo "sertanejo pegação". Mas que, no fundo, é o mesmo breganejo de farra de Chitãozinho & Xororó, Rick e Renner, Bruno & Marrone, César Menotti & Fabiano e outros.

Todo o brega-popularesco é velho. Seus sucessos perecem mais rapidamente, porque não é uma "cultura" que olha para a frente. Imagine os sucessos do forró-brega, axé-music, "sertanejo", "pagode romântico", "funk carioca" etc etc etc de 10, 15 anos atrás, e relembre-os hoje. Todos eles soarão velhos, antiquados, ultrapassados, como se tivessem perdido o prazo de validade. Mas já nasceram sem qualquer validade ou valor.

A mediocridade musical é assim mesmo. Por mais que seus ídolos fiquem resmungando na mídia por conta do "preconceito" que sofrem - como se eles nunca tivessem tido preconceito contra a MPB, antes de acusarem esta de ter preconceito contra eles - , eles são realmente ultrapassados. Até a choradeira de todos eles mostra o quanto eles precisam criar drama para estarem em evidência.

Se for pela música medíocre que axézeiros, breganejos, sambregas, funqueiros etc tocam ou cantam, eles nunca teriam futuro. Até porque não se pode ver futuro na música brega-popularesca, que sempre se alimentou de modismos (ultra)passados. Se a intelectualidade dominante e badalada acha que é esse o futuro da Música Popular Brasileira, o problema é deles e do jabaculê que recebem para afirmar isso até nas páginas de Caros Amigos e Fórum.

Porque quem realmente está à frente no tempo e está aberto ao mundo é a "elitista" MPB de artistas como Chico Buarque ou a "velha" cultura popular de Jackson do Pandeiro e afins. Eles é que renovam sempre, sem depender de tendências de mercado, e, no caso de artistas já falecidos (como o próprio Jackson, ou como Sílvia Telles, Elis Regina e Wilson Simonal), eles se renovam a cada audição e a cada imagem vista e revista pelos mais jovens.

O brega, não. Com seus vivos e mortos, o brega sempre foi musicalmente perecível. Não será a porralouquice intelectualoide que vai mudar a situação. Os toca-CDs não nos deixam mentir da cafonice que nasce velha e morre podre a cada audição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...