terça-feira, 15 de maio de 2012

A TESE DELIRANTE DE VEJA SOBRE OS "ROBÔS" DO TWITTER


Por Alexandre Figueiredo

Em pânico, a revista Veja havia lançado uma edição evocando a mesma Constituição Federal que normalmente costuma combater (no que se diz ao direito de organização social) e acusando os tuiteiros que reagem aos abusos da revista de "guerrilheiros a serviço do PT".

Em primeiro lugar, a reação contra Veja está acima de qualquer questão partidária, independente de quem defenda ou não PT, PSOL, PC do B ou outro partido. É uma reação que nada têm a ver com partidarismo, e sim contra o reacionarismo de uma revista cujo um de seus chefes de redação é comprovadamente conhecido por se relacionar com o crime organizado de Goiás.

Pois Reinaldo Azevedo, o mais agressivo articulista do semanário do Grupo Abril, talvez o Rottweiler de Veja, depois que o pit-bull Diogo Mainardi, desmoralizado, virou um "colunista eventual" e só aparece mais, agora, no Manhattan Connection da Globo News, passou a adotar uma tese mais absurda ainda.

Azevedo cismou que uma internauta que atende pelo nome de Lucy in Sky era um robô como outros que fizeram campanha contra Veja no Twitter, através dos hashtags #VejaVaiPraCPI, #VejaBandida e, mais recentemente, #VejaTemMedo.

Lucy, que prefere manter oculto seu nome verdadeiro para não sofrer represálias, é uma profissional da saúde do Rio de Janeiro e tem 59 anos. Não tem filhos. Ela se sentiu humilhada por ter sido acusada, pelo "ilustre" jornalista, de ter sido paga para atacar Veja, junto a outros internautas, através do artigo escrito de forma podre, "Como fraudar a Internet".

Nesse artigo, Reinaldo Azevedo dá detalhes sobre o que ele acredita ser um processo para ridicularizar uma revista que, segundo ele, é um dos maiores símbolos da "imprensa independente".

Ironicamente, é a mesma Veja que glorifica uma Yoani Sanchez cujo "exército de seguidores" não passa de fakes criados com a ajuda do governo dos EUA, de acordo com investigação de um jornalista estrangeiro.

Lucy tentou responder para Reinaldo Azevedo, enviando uma mensagem para o blogue dele (quando Veja conseguiu voltar à Internet), mas ele simplesmente deletou a resposta, insistindo que Lucy não passa de uma ficção virtual.

Isso mostra o quanto Veja comete verdadeiras trapaças e calúnias para se manter no poder. E sua credibilidade baixa ainda mais, porque o público não vai querer comprar uma revista que posa de vítima mas comete ataques violentos contra a sociedade.

Vários outros internautas, como Lucy, segundo conta o blogueiro Eduardo Guimarães - que participou do tuitaço contra Veja, no último sábado - , já estão pensando em acionar judicialmente a Veja, por danos morais. Vai ser mais uma vez que a publicação de Roberto Civita será jogada nos tribunais. A ficha criminal de Veja vai ficar longa...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...