terça-feira, 22 de maio de 2012

A FESTA DO BARÃO DE ITARARÉ


COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: A festa de dois anos do Centro de Estudos de Mídia Alternativa Barão de Itararé se realizou em São Paulo, na última sexta-feira. Foi uma verdadeira happy hour em que se confraternizaram blogueiros, jornalistas e ativistas sociais, enquanto a música estava ao cargo de Luís Nassif, jornalista, blogueiro e também instrumentista, à frente de sua banda de chorinho.

O evento comemora o crescimento da blogosfera progressista, que, por incrível que pareça, foi também favorecida pelo mau humor dos jornalistas da velha grande mídia, que com sua arrogância só mostraram o quanto a mídia alternativa é uma força que não pode ser subestimada. Parabéns à turma do Barão de Itararé pelos dois anos.

A festa do Barão de Itararé

Do portal do Centro de Estudos Barão de Itararé, com colaboração de Joanne Mota


Na sexta-feira (18), aconteceu em São Paulo a reunião anual do Conselho Consultivo do Barão de Itararé, na qual foram eleitos diretores e conselheiros fiscais da entidade. À noite, 150 pessoas compareceram ao restaurante Villa Tavola para comemorar os dois anos do Barão de Itararé. A festa foi marcada pela presença de jornalistas, blogueiros e representantes de movimentos sociais, além da apresentação do grupo de chorinho do jornalista Luis Nassif.

O presidente do Barão de Itararé, Altamiro Borges, fez um balanço das atividades da entidade. “O Barão conseguiu se firmar e ganhar respeito. Isso se deve à filosofia de sempre somar, sem vícios partidaristas, exclusivistas e sectários”, diz. Ele ainda destacou que “a unidade do Barão tem muito a ver com o time que se formou: um grupo plural e com muita vontade de fazer uma comunicação diferente”. Borges avalia que os cursos, seminários, debates, encontros de blogueiros e a participação em campanhas, como a da banda larga e da TV Cultura, foram fundamentais para o crescimento da entidade.

Quanto aos desafios que vem pela frente, Borges afirmou que a democratização da comunicação será a grande bandeira do Barão. “Os próximos anos serão definidos pela atitude do governo. Se a consulta pública do marco regulatório das Comunicações for mesmo lançada, a pauta do próximo período será a regulação da mídia”, opina. Ele também apontou a participação ativa da entidade no Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC) – “o grande ‘guarda-chuva’ que agrega o movimento em defesa da liberdade de expressão” –, como um dos focos de atuação do Barão.

O papel aglutinador do Barão

O jornalista Paulo Henrique Amorim esteve presente na confraternização e elogiou a atuação do Barão de Itararé. “O Barão desempenha um papel extremamente importante, que é dar voz e visibilidade a uma comunidade cada vez mais relevante no ambiente jornalístico e político brasileiro, que são os blogueiros sujos e a chamada mídia alternativa”, disse. Em tom irreverente, disparou: “O Barão de Itararé é a nossa ANJ (Associação Nacional dos Jornalistas)”.

Rodrigo Vianna, autor do blog O Escrevinhador e Diretor de Comunicação do Barão de Itararé, comentou a trajetória da entidade e destacou o contexto em que foi criada: a eleição presidencial de 2010. “O Barão nasceu no ano da maior batalha eleitoral do país envolvendo a mídia, cumprindo um papel aglutinador, reunindo sites e iniciativas que já existiam”, diz. O jornalista avalia que foram tantas atividades – debates, seminários, encontros de blogueiros – que “parece que já passou muito mais tempo”.

A jornalista Maria Inês Nassif, que recentemente ministrou aula em curso promovido pelo Barão de Itararé, também participou da festa. De acordo com ela, “o Barão teve um papel muito importante para organizar esse setor que tem vontade de participar e se expressar, mas que atuava de forma isolada”. Ela destaca a importância da função organizativa que o Barão cumpre: “A blogosfera é um terreno muito fértil,, mas o Barão foi quem tornou orgânica essa rede que se reúne e debate há dois anos, incansavelmente. Se não existisse o Barão, as pessoas que fazem a mídia alternativa não estariam tão próximas e unidas”.

Luiz Carlos Azenha (blog Viomundo), que também deu aula no curso realziado pelo Barão, reforçou que a entidade “institucionalizou” a mídia alternativa. Em sua visão, hoje, o público já tem capacidade de fazer sua própria crítica da grande imprensa. Ele ainda comentou que o nome “Barão de Itararé” é um trunfo a parte: “A figura histórica do jornalista Barão de Itararé e seu espírito irreverente e divertido é muito parecido com o espírito do grupo de pessoas em torno da entidade, assim como a Internet, que tem essa linguagem mais irônica, sarcástica”.

Para o blogueiro Eduardo Guimarães (Blog da Cidadania), a entidade preencheu uma lacuna no movimento. “A forma diferenciada de atuação do Barão e a representatividade que tem a figura de Altamiro Borges, um sujeito muito querido, gerou um efeito aglutinador importante para reunir os atores da blogosfera, das redes sociais e dos movimentos sociais”, avalia. Para o jornalista, a anarquia que existe na Internet é benéfica apenas em certa medida, sendo necessário o mínimo de organização da mídia alternativa para que se alcance objetivos comuns. “O Barão é o catalisador desse movimento”, acrescenta.

Parceiro do Barão de Itararé e presidente do Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo, Murilo Pinheiro, também parabenizou a entidade. “Com apenas dois anos de vida, já mostrou sua importância para o debate desse assunto fundamental que é a comunicação”, diz. Segundo Pinheiro, o Barão tem sido também ator relevante na luta pela democratização do setor, “batalha à qual o Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo soma-se com entusiasmo”.

Reunião do Conselho: resultados e continuidade

Na reunião anual do Conselho Consultivo, foi feito um balanço geral dos dois anos de atividades do Barão de Itararé. Confira na íntegra o documento.

Altamiro Borges também contou que, na reunião, o quesito formação foi definido como uma das prioridades da entidade. “Realizamos o curso O lado B do Jornalismo e temos que investir mais nesse terreno. Precisamos atingir os estudantes, para que não tenham só uma visão mercadológica da profissão, e também os movimentos sociais, para que estejam capacitados a participar do debate de ideias”.

Outra prioridade será a contribuição com o campo da radiodifusão comunitária: “Trata-se de um movimento muito marginalizado, mas com um potencial enorme. Precisamos ajudá-los”, afirma.

Na reunião, o Conselho também reelegeu a diretoria para a nova gestão, que vai até maio de 2014. O Conselho Fiscal, por sua vez, foi renovado. Confira, abaixo, a composição da Diretoria e do Conselho Fiscal para os próximos dois anos.

Diretoria

Altamiro Borges – Presidente

Renata Mielli – Secretária-Geral

Danielle Penha – Diretora de Finanças

Rita Casaro – Diretora de Estudos e Pesquisas

Rodrigo Vianna – Diretor de Comunicação

Igor Fuser – Diretor de Formação

Márcia Quintanilha – Diretora de Políticas Públicas

Conselho Fiscal

Titulares: Eduardo Navarro, Sônia Correa e Vandré Fernandes.

Suplentes: Leonardo Severo, Igor Felippe Santos e Ismael Cardoso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...