sábado, 4 de fevereiro de 2012

TROCA DE PASSES?


Por Alexandre Figueiredo

Uma coisa bastante estranha deve se observar entre os chamados "militantes culturais" brasileiros, sobretudo os de São Paulo.

Alguém notou, por exemplo, que a ex-VJ da MTV e hoje personalidade política, Soninha Francine, mudou de "lado" quase que ao mesmo tempo que o jornalista Pedro Alexandre Sanches, num processo "inverso"?

Como no jogo de futebol, que aliás é uma das especialidades de Soninha, é como se um jogador que estivesse em campo fosse substituído por outro que estava na reserva, passando o titular para o banco reservista, num determinado momento do jogo.

Pois foi por volta de 2007 que Sônia Francine passou do esquerdismo petista para o PPS, que já nessa época estava ligado ao PSDB/DEM. E foi na mesma época que Pedro Alexandre Sanches deixou a confortável posição de principal jornalista cultural da Folha de São Paulo (e também de [Época, das Organizações Globo, e Bravo, do Grupo Abril), para escrever para Caros Amigos, Carta Capital e depois para a revista Fórum).

Sônia Francine estava empenhada também no engajamento da intelectualidade dominante através da sua concepção de "novas mídias", tendo sido uma das articuladoras dos debates. Mas a guinada demotucana da ex-VJ, depois envolvida na campanha eleitoral de José Serra, mudou completamente os planos.

Por que será que a "troca de passes" entre Soninha e Pedro Sanches ocorreu na mesma época? Coincidência? Aparentemente, pode ser, mas os dois haviam se encontrado na cerimônia de premiação do Comunique-se, entidade ligada ao jornalismo brasileiro, em 2005.

Isso é coisa para uma análise mais cuidadosa. Há coisa estranha no âmbito da intelectualidade brasileira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...