segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

DEMISSÃO EM MASSA NA UNIVERSIDADE GAMA FILHO



Por Alexandre Figueiredo

A Universidade Gama Filho (onde eu cheguei a cursar um ano de Comunicação Social, em 1989), assim que começou o ano de 2012, resolveu demitir todo o Departamento de Medicina, incluindo professores gabaritados com Mestrado e Doutorado que fizeram da Faculdade de Medicina da UGF uma das referências nacionais e estaduais (Rio de Janeiro) em ensino superior privado.

A demissão, que envolveu um total de 800 profissionais, foi feita através de comunicados, sem qualquer explicação a respeito. Mas um dos motivos teria sido a mudança de administradora da UGF, entregue à Galileo Educacional, e rumores de que haveria fusão da UGF e da UniverCidade.

Apenas o filho do fundador Luiz Gama Filho, Paulo Gama, em comunicado divulgado na ocasião, afirmou das necessidades de "mudança na filosofia de trabalho" e que as despesas assumidas pelos novos mantenedores "são muito elevadas".

Funcionários acusam a transferência de mantenedora da UGF de falta de pagamento e de transparência e cobram explicações. A assessoria da Gama Filho prometeu comunicado a respeito para este ano.

A demissão também envolve a Santa Casa de Misericórdia, tradicional complexo hospitalar do Rio de Janeiro que, com o fim do convênio com a Gama Filho - através da qual a SCM cedia suas instalações para aulas e experiências práticas de aprendizado - , decretou falência.

Isso é extremamente negativo, não só pela referência histórica que foi a Santa Casa de Misericórdia, remanescente da antiga área da Misericórdia, onde ficava o Morro do Castelo, mas pelo fato de que um hospital a menos é sempre ruim para o serviço de saúde da população cada vez mais necessitada.

Isso mostra o quanto o ensino privado se volta tão somente ao mercado e ao lucro. Se há projetos educacionais relevantes, eles se encontram dentro dos limites tecnocráticos admitidos e aceitos pelo mercado. Certamente a UGF não chega a ser uma USP ou uma UNICAMP, mas precisa ao menos respeitar e manter o quadro de professores, em vez de demiti-los a esmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...