sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

RESPEITEM CARMEM MIRANDA, CAMBADA!!



COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: Só poderia ser mesmo a revista Forbes, que mede os valores humanos pelo dinheiro que produzem. Sem citar o cantor, mas sabendo ser o hype breganejo Michel Teló, a revista comparou o cantor a Carmem Miranda, pelo aparente sucesso de uma música do "cantor pegador".

Se nem Ivete Sangalo pode ser comparada a Carmem Miranda - que, em que pese a fase estereotipada de Hollywood, era um talento ímpar de excelente qualidade, lamentavelmente ceifado aos 46 anos - , imagine então um cantor que mais parece um desses ídolos descartáveis de boa aparência que aparecem aos montes e somem sem deixar rastros.

Além disso, comparar Michel Teló a Carmem Miranda soa exatamente o mesmo que comparar Eike Batista à Madre Teresa de Calcutá e José Serra a Juscelino Kubitschek.

Respeitem Carmem Miranda, cambada!

Por Rosilene Carvalho (*) - Blogue Cacarejadas & Alfinetadas

>> De folga neste fim de semana, aproveito para colocar a leitura em dia e folhear sites e jornais à procura de algo interessante. Quase não encontro nada animador, a não ser os contatos com amigos e pessoas mais chegadas ou páginas respeitáveis que fazem o diferencial na web.

Os diários eletrônicos midiáticos estão cada vez mais recheados de violência, cenas e fatos banais que em nada vão mudar ou contribuir positivamente na vida do brasileiro. Noticias eventualmente aproveitáveis são colocadas em segundo plano. Isso quando são divulgadas, já que as manchetes priorizam apenas e tão somente o previsível e descartável.

Até os suplementos culturais dos diários, antes levados a sério, se transformaram em palco para desfile de subcelebridades e cantores de qualidade questionável. Por conta disso, quase surtei na manhã desta sexta-feira nublada ao ver em destaque nesses espaços que determinado cantorzinho breganejo teve um de seus chatos hits “comparado” ao sucesso de Carmem Miranda pela revista americana Forbes.

Seria trágico se não fosse cômico. Sou mesmo obrigada a rir para não chorar. Mais uma mirabolante e suja jogada de marketing com o aval da mídia americana cujo objetivo é emburrecer ainda mais a chamada "nova classe média brasileira" e suas ramificações, maiores admiradores desses ritmos cretinos classificados de “sertanejo universitário”. A grande mídia usa o manjado discurso da "diversificação" para legitimar a falta de qualidade que se abateu sobre a cultura musical.

O brasileiro consciente, por sua vez, escomunga a publicação americana: “Pra sujar nossa imagem cultural, esse sujeitinho é comparado à Carmem Miranda pela Forbe”, ironiza no Twitter o internauta @mateustalles.

“Quem com porcos se mistura, farelo come”, disse o carioca Jorge Napoleão no formulário do Cacarejada Virtual.

“Nunca vi tamanha falta de consideração com a música brasileira. Esses cantorzinhos de merda são o excremento do cavalo do bandido”, despachou a publicitária curitibana Ana Paula Miranda.

E eu vos digo com toda sinceridade, enganadores travestidos de artistas: respeitem Carmem Miranda. Esta sim, foi uma estrela, uma diva acima de qualquer suspeita ao divulgar para o mundo seu talento irretocável.

Comparar a obra relevante da cantora e atriz luso-brasileira em qualquer circunstância ao intragável lixo sonoro que atormenta nossos ouvidos é um desatino, uma falta de propósito. A “Pequena Notável” deve ter caído das tamancas no além.

(*) Rosilene Carvalho, radialista apresentadora/redatora
Reg: 1192 - DRT. MG - e-mail: rosecarvalho@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...