segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

EDUARDO GUIMARÃES CRITICA BREGA-POPULARESCO



Por Alexandre Figueiredo

O experiente e sensato blogueiro Eduardo Guimarães, autor do Blog Cidadania, ao descrever sobre a Lei da Mídia, a respeito da regulação da mídia, explicou vários detalhes do problema da mídia de hoje e entre os parágrafos escritos está um a seguir:

"As faixas de onda da mídia eletrônica (tevês e rádios, sobretudo), por serem concessões distribuídas pelo governo, ao longo do século XX foram entregues a grupos políticos que pretendiam se perpetuar no poder valendo-se do que a comunicação concede a quem a controla, o poder de decidir o que a sociedade deve ou não saber e de influir e pautar costumes e a própria cultura popular."

O que isso significa? Significa justamente a crítica ao modelo de "cultura popular" que os barões da grande mídia, nacionais ou regionais, lançavam, que é a mesma linhagem de bregas e neo-bregas que sempre comandaram o establishment do entretenimento nacional, embora finjam que "estão fora da mídia".

A frase mostra sobretudo que muitos veículos que claramente patrocinam essa "cultura popular" são controlados por oligarquias, políticos e latifundiários que usam o rádio e TV para controlar e domesticar o povo, impondo até mesmo o que deve ser a "cultura popular" a ser adotada pelas classes populares. Nada de "cultura da periferia". É meramente indústria cultural, da pior espécie.

Os intelectuais realmente de esquerda, dotados de muito senso crítico, não se iludem com essa pseudo-cultura "popular" que só é dotada de muito marketing. Essa "cultura" só é "popular" porque chama mais gente, lota plateias, faz a mídia emplacar, mas não acrescenta coisa alguma nas comunidades populares nem na cultura de seu povo. Apenas é uma "cultura" para consumo imediato e efêmero, mas é imposta pela mídia, sob o endosso da intelectualidade mais frágil, como se fosse "o novo folclore definitivo".

Pois é a Cidadania, com "C" maiúsculo, contra certas "paçocas" que, mesmo fingindo-se "crítica cultural de esquerda", só corroboram o que querem os Marinho, Frias, Civita e similares no que tange ao controle social e a domesticação das classes pobres, por meio da glamourização da miséria e espetacularização da pobreza e do grotesco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...