quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

ANTI-POPULARES, JOSÉ SERRA E EDUARDO PAES SÃO "FAVORITOS" PARA ELEIÇÕES PARA PREFEITOS



Por Alexandre Figueiredo

Algum pesquisador do Ibope, Gallup ou, sobretudo, a Datafolha, já visitou sua casa? Duas mil pessoas interrogadas num lugar dão realmente noção do que pensa a maioria da população? Ou será que as pesquisas de intenção de voto não passam de uma grande marmelada estatística, feita para boi dormir e turista ver?

Pelo jeito, a última opção é a mais provável. Pois foi divulgada, pelo Ibope em parceria com a conservadora TV Bandeirantes, uma pesquisa prévia para possíveis candidatos a prefeitos nas capitais e o resultado mostrou favoritismo para dois políticos considerados por suas posições e medidas anti-populares.

Aparentemente, o atual prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, é o favorito para vencer as eleições de 2012, variando entre 40 e 43% dependendo da confrontação com outros candidatos. Já José Serra aparece como "favorito" para a prefeitura de São Paulo com 20%.

Paes é "confrontado" por virtuais candidatos como o pastor e engenheiro da Igreja Universal do Reino de Deus, Marcelo Crivela, o professor e deputado Marcelo Freixo, recentemente ameaçado de morte por grupos milicianos, e um dos fundadores cariocas do DEM, Rodrigo Maia, filho de César Maia.

Já Serra é "confrontado" por candidatos como o ex-cantor de sambrega Netinho de Paula, o sindicalista Paulinho da Força, a ex-VJ Sônia Francine, o empresário Afif Domingos e o ministro da Educação do governo Dilma Rousseff, Fernando Haddad.

Eduardo Paes e José Serra são conhecidos por suas medidas contrárias ao interesse público, embora seus governos sejam apoiados por empresários e tecnocratas e tenham simpatia da velha grande mídia.

Eduardo Paes é famoso pelo "higienismo" social, desapropriando barracos sem que adotasse uma política realmente justa de moradias populares (apesar de dar a impressão contrária). Também combateu o comércio ambulante sem dar qualquer opção de trabalho para os vendedores. E ainda por cima impôs a padronização visual dos ônibus cariocas, medida que já demonstrou um grande fracasso, apesar de continuar prevalecendo, para desespero da população.

José Serra, então, nem precisa falar. Ele é, praticamente, o principal foco do livro A Privataria Tucana, o sucesso de vendas escrito e pesquisado por Amaury Ribeiro Jr., que até Veja teve que engolir (embora tentasse adulterar a posição do livro no ranking. Eu mesmo pude ver o livro de Amaury na filial da livraria Saraiva, em Niterói.

Serra, como a "nata" do PSDB, é um privatista doentio, e durante o governo FHC está direta ou indiretamente relacionado com os privilégios obtidos pelos tucanos e seus familiares, juntamente com o banqueiro Daniel Dantas e o tesoureiro Ricardo Sérgio de Oliveira.

Moral da história. Os institutos de pesquisa representam os interesses da sociedade conservadora, que ainda apoia esses dois políticos. Seus critérios de pesquisa, embora aparentemente corretos, são duvidosos. Não se sabe se realmente esses institutos pesquisam as cerca de 2 mil pessoas que dizem consultar. Muitas vezes pesquisam apenas uns quinze engravatados e eles "representam" as "2 mil" pessoas que "representam" toda a sociedade.

Portanto, não é uma pesquisa para ser lançada a sério. Até porque é o mesmo filme que favoreceu Fernando Collor, FHC e outros espertalhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...