quarta-feira, 23 de novembro de 2011

DIRETOR DE TROPA DE ELITE É ARTICULISTA DO INSTITUTO MILLENIUM



Por Alexandre Figueiredo

Um curto caminho pode estar ligando a APAFUNK ao Instituto Millenium. O cineasta José Padilha, dos filmes Tropa de Elite 1 e 2, está entre os articulistas do Instituto Millenium, conforme atesta o sítio da organização: http://www.imil.org.br/?author=341

O Instituto Millenium é uma nova organização com o mesmo perfil ideológico do antigo Instituto de Pesquisas e Estudos Sociais (IPES), que existiu entre 1961 e 1972. A fachada de "instituto" dá suporte à expressão do pensamento neo-conservador da direita brasileira, ligada ao neoliberalismo e à hegemonia político-econômica dos EUA. E se o IPES era alinhado ideologicamente à UDN, o Instituto Millenium está alinhado ao PSDB/DEM.

Espécie de "maçonaria" moderna da direita brasileira, o Instituto Millenium reúne figuras como Pedro Bial, Reinaldo Azevedo, Marcelo Madureira, Marcelo Tas, Otávio Frias Filho e Leandro Narloch entre seus integrantes, tanto diretores quanto articulistas. E tem até a Sandra Cavalcanti que também participou do antigo IPES.

No âmbito internacional, o Instituto Millenium também conta com o apoio do irmão do presidente chileno Sebastian Piñera, José Piñera, que foi ministro do general Augusto Pinochet. Também colabora com o Millenium a blogueira Yoani Sanchez, exilada cubana famosa por suas ideias neoliberais.

Erroneamente, Tropa de Elite 1 e 2 foram cortejados por setores pouco críticos da opinião pública de esquerda, como se fosse um "filme de arte", quando se sabe que os filmes não são mais do que produções comerciais do porte de Sylvester Stallone, Steven Seagal e os Duros de Matar de Bruce Willis.

Caso semelhante ocorreu com o escritor Guilherme Fiúza, com seu livro e o roteiro do filmeMeu Nome Não É Johnny, foi vítima dessa incompreensão "positiva". Fiúza também é membro-diretor do Instituto Millenium.

José Padilha, através de Tropa de Elite 1, relançou para o sucesso a música "Rap das Armas", hit do "funk carioca" que havia sido gravado por dois intérpretes, MC Cidinho & MC Doca (também intérpretes do "Rap da Felicidade") e MC Júnior & MC Leonardo (este presidente da APAFUNK).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...