segunda-feira, 21 de março de 2011

GILBERTO KASSAB ADMITE QUE "NOVO" PSD "HOMENAGEIA" KUBITSCHEK



Por Alexandre Figueiredo

Em reunião com políticos baianos, em Salvador, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, que desistiu de criar um "partido de esquerda", admitiu que o "novo" Partido Social Democrático é uma "homenagem" ao falecido ex-presidente Juscelino Kubitschek.

O presidente que mandou construir Brasília e a inaugurou foi um dos símbolos do antigo PSD, que existiu entre 1945, fundado por Ernâni do Amaral Peixoto (genro de Getúlio Vargas) e extinto por conta do AI-2 do regime militar.

O "ressuscitado" PSD, além de Gilberto Kassab e seu vice Guilherme Afif Domingos, conta com o vice-governador baiano Otto Alencar (dissidente do grupo carlista) e de Paulo Magalhães Jr., outro oriundo do carlismo, por ser sobrinho de ACM.

Há também a possibilidade de Kátia Abreu, a senadora da UDR, aderir à nova agremiação partidária, que poderá absorver políticos do PTB, PP, PR, DEM, PSDB, PMDB e PPS, ou talvez quadros mais conservadores do PSB e PDT.

Em todo caso, o "partido democrático da boquinha" continuará. Talvez com o apelido de "partido da suruba descarada".

Um comentário:

  1. ACM Neto (@acmnetodeputado) disse que o novo PSD é o Partido Sem Decência. Dá até pra concordar com o herdeiro do moribundo carlismo.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...