quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

URGENTE: JUSTIÇA DECIDE EXTRADITAR ASSANGE



COMENTÁRIO DESTE BLOG: O fundador e diretor do Wikileaks, Julian Assange, infelizmente está a um caminho da condenação desumana da corte norte-americana, uma vez que a extradição para a Suécia, decidida pela Justiça do Reino Unido, onde Assange estava preso. A defesa de Assange fará o possível para evitar a extradição à Suécia que, como aliado dos EUA, pode repassar o fundador do Wikileaks para os EUA, por uma suposta acusação de estupro que esconde sérias motivações políticas.

Urgente: Justiça decide extraditar Assange

Por Antônio Martins - Blog Outras Palavras

O juiz britânico Howard Riddle atendeu na manhã de hoje (24) a um recurso de procuradores suecos e decidiu que Julian Assange, a principal referência do site Wikileaks, será extraditado à Suécia. A defesa de Assange anunciou imediatamente que apelará a instâncias superiores e à corte europeia dos Direitos Humanos, mas surgiu o risco real de que o jornalista australiano seja deportado em dez dias, como informa o diário londrino The Guardian.

Se esta possibilidade se confirmar, estaria aberta uma possibilidade mais dramática. A Suécia, que mantém amplo acordo de extradição com Washington, poderia ser apenas um ponto intermediário para uma posterior envio de Assange aos EUA — onde o jornalista disse temer por sua vida.

Na Suécia, ele é acusado de estupro. As acusações parecem, porém, repletas de inconsistências e contradições. Outras Palavras reportou, ainda em 8 de dezembro (“Os estranhíssimos ‘estupros’ de Julian Assange“), que as próprias circunstâncias que constam no processo eram inverossímeis. As duas mulheres que teriam sido “estupradas” conviveram amistosamente com seu suposto algoz, e por vários dias, depois do “crime”. Só apresentaram queixa quando cresceu o interesse de Washington em silenciar o Wikileaks. Os sinais de farsa avolumaram-se no dia seguinte, conforme também apontamos (“Estupro de Assange: novo sinal de farsa”).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...