segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

70 ANOS DE JOAN BAEZ



COMENTÁRIO DESTE BLOG: Joan Baez foi um importante ícone da música mundial. Cantora, compositora e violonista, antecipou o espírito libertário da Contracultura já no começo dos anos 60. Tornou-se, ao lado de Bob Dylan, um dos maiores nomes da música folk de todos os tempos.

Além disso, sua carreira marcou-se também pelo ativismo social, pela poesia, pela musicalidade, pelas letras de protesto, e além disso, como cantora estadunidense, ousou apresentar a música latinoamericana, com uma versão sua para "Gracias a la Vida", da chilena Violeta Parra.

Musa da juventude universitária e um dos grandes exemplos de mulher atuante na luta pelos direitos humanos, ela conheceu o hoje senador Eduardo Suplicy quando visitou o Brasil, no fim da década de 1970. Dizem rumores que houve um flerte, mas o certo é que o pai dos apresentadores do programa de TV Brothers é até hoje um fã entusiasmado da música folk, sobretudo do talento, da obra e, sobretudo, da beleza de Joan Baez.

Ontem ela completou 70 anos e continua na ativa. E, como mulher, continua belíssima.

70 anos de Joan Baez

Por Marcelo Pereira - Blog Eu Adoro Sossego

O aniversário foi ontem, mas como saí e não tinha preparado nada anteriormente, posto hoje esta lembrança. Até porque o aniversário de sete décadas da mais politizada cantora do mundo não poderia passar em branco.

A importância de sua música foi tanta que impressionou até mesmo Bob Dylan, com quem teve breve romance, mas eterna permuta de ideias. Baez foi uma legítima cantora e compositora de músicas politizadas, verdadeiro exemplo de liberdade feminina, hoje infelizmente deturpado pelas boazudas de plantão e por insossas cantoras-dançarinas com muito rebolado e nenhuma mensagem.

Eu tinha uma coletânea de Baez (capa na foto à direita) que infelizmente perdi. Suas musicas, alem de politizadas e muito bem escritas, vinham temperadas coma a belíssima voz, mostrando que música com cérebro não precisam ser chatas nem ter voz feia cantando.

Parabéns para a querida Baez, verdadeiro exemplo para as cantoras de todo o mundo, com sua música altamente cerebral e poética, com imensa responsabilidade cultural e artística, coisas cada vez mais ausentes na música feita hoje em dia, criada apenas para fazer pular.

A música abaixo foi composta por Dylan, não por ela. Mas a letra serve como reflexão para quem completa alguma idade elevada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...