segunda-feira, 8 de novembro de 2010

CASSETA & PLANETA COMPARA DILMA A UMA DROGA


HUBERT ARANHA E MARCELO MADUREIRA, ao lado do piloto de F-1 Felipe Massa (de macacão vermelho), são os cassetas por trás do fictício colunista Agamenon Mendes Pedreira.

Por Alexandre Figueiredo

O grupo humorístico Casseta & Planeta anda com posturas claramente reacionárias, sobretudo um dos integrantes, Marcelo Madureira, que de tão reaça e "neocon" (termo que significa neo-conservador) se esquece de que faz comédia e faz palestras mal-humoradas como a que fez no Instituto Millenium, no ano passado.

Não bastasse Marcelo Madureira ter chamado o presidente Lula de "vagabundo" - o que, mesmo considerando os senões do governo petista, não faz sentido, porque Lula foi trabalhador dedicado e um político que, mesmo não sendo perfeito, foi sempre atuante - , agora o Casseta & Planeta, através do fictício colunista Agamenon Mendes Pedreira, investiu em mais um desaforo contra os petistas, desta vez vitimando a presidente eleita Dilma Rousseff.

Vale lembrar que Agamenon Mendes Pedreira, um personagem caraterizado por um jornalista idoso que vive com sua esposa Isaura e o cunhado "esquisitão" Enéas, é criação de dois integrantes do C & P, Hubert Aranha e o próprio Marcelo Madureira. Só para citar a coluna de ontem, o texto Dilma com quem andas que eu te direi quem és dispara no primeiro parágrafo uma verdadeira chacota a Dilma, comparada a uma droga, enquanto o segundo parágrafo reforça a gozação com piadas de cunho machista. Reproduzimos aqui os parágrafos, da parte do Agamenon que parece ter sido escrita pelo próprio Madureira:

Enquanto os americanos em peso rejeitavam a maconha, o Brasil aprovou o uso da Dilma Rousseff para fins recreativos. Uma coisa não se pode negar: a vitória da Dilma foi uma vitória do povo. Do povo do PT. E do povo do PMDB. Partido do Me Dei Bem, que nunca sai do poder. E, segundo o Lula, poder agora é com a Dilma. Mas cá para nós: quem é o cristão que gostaria de poder com a Dilma?

A verdade é que o Brasil, pela primeira vez na sua História, será governado por uma mulher. Mas a sociedade machista, careta e conservadora quer saber: a mulher que vai dirigir o governo sabe estacionar o país numa vaga? E se a Dilma não conseguir abrir um vidro de azeitona numa reunião de cúpula internacional? Quais serão as consequências para a nossa política externa se a presidente demonstrar esse gesto de fraqueza política na frente de outros líderes?


Como se vê, o primeiro parágrafo compara Dilma Rousseff a uma droga e faz gozação com sua vitória, e além de implicar com a "feiura" da presidente (eu, pessoalmente, acho ela uma gata, mas isso é uma outra história), apela para os mesmos princípios "cristãos" que cercaram a campanha de José Serra, usando a palavra "poder" como um trocadilho para um palavrão cujo sentido é o ato de transar: "quem é o cristão que gostaria de poder com a Dilma?".

Que o PT, Lula e Dilma são criticáveis, tudo bem. De fato, são. Assim como a aliança PT e PMDB não pode ser vista como uma dádiva dos deuses, muito pelo contrário, porque tem seus senões. Até quando o Casseta & Planeta criticava o "gigantesco" ministério de Lula, era algo que dava para render boas gargalhadas.

Mas chamar Lula de "vagabundo" e Dilma de "droga", além de disparar piadas machistas, de puro mau gosto, contra a futura chefe do Executivo federal, mostra o nível da baixaria em que se situaram os cassetas. Sobretudo de um Marcelo Madureira que perde o bom humor a cada dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...