terça-feira, 30 de novembro de 2010

BLOGUEIROS PROGRESSISTAS EM DESCONTRAÇÃO





Por Alexandre Figueiredo

Jornalismo sério requer um bom senso de humor.

Senso de humor que o comediante Marcelo Madureira não tem.

O casseta se esquece, às vezes, de que é comediante, e faz comentários ranzinzas para defender seus enferrujados pontos de vista.

Daí que até o orkuteiro que fez comunidade em homenagem ao Casseta & Planeta pediu para boicotar o programa.

O que deu certo. O programa acabou e os cassetas ficarão uns seis meses na geladeira.

Se um orkuteiro que admirava os cassetas se irritou com o reacionarismo do "guerreiro bombeiro", do "coisinha de jesus" que não dança conforme a atual música brasileira, imagine quem nunca gostou dos cassetas.

O que falta no Marcelo Madureira sobra nos blogueiros progressistas.

Luís Nassif é jornalista econômico, mas não é urubólogo. Além disso, adota uma linguagem didática e tem simpatia e senso de humor.

Seus colegas seguem o mesmo caminho.

Vemos aqui o Senhor Cloaca, que com sua simpatia e descontração, chega a impressionar até mesmo um fotógrafo de O Globo.

O fotógrafo, talvez, tenha um perfil que não corresponde necessariamente à opinião do jornal. Ele apenas faz seu trabalho, é contratado pelo PiG, mas faz parte da prole.

Rodrigo Vianna, por sua vez, aparece tirando o sarro dos barões da grande mídia, mostrando o tal "chapabranquismo" ao lado de Marco Aurélio Mello (não é o do Judiciário), outro blogueiro, responsável pelo blog Doladodelá.

O "chapabranquismo" foi um fenômeno tirado da estéril imaginação dos barões do PiG, supostamente relacionado aos blogueiros que se reuniram, física ou digitalmente, com o presidente Lula, naquela histórica entrevista que envergonhou a velha grande imprensa.

Vemos também Paulo Henrique Amorim, que com simpatia e senso de humor escreveu seus artigos e reportagens sobre a ocupação do Complexo do Alemão pela polícia.

O mesmo Paulo Henrique Amorim, que sabe que o dever de informar, além da honestidade e do profissionalismo, deve constar de simpatia, que é a melhor forma de respeitar o espectador e o internauta.

E ele mesmo, no seu blog Conversa Afiada, adota tiradas humorísticas de fazer o "carnavalesco man" do Casseta & Planeta chorar copiosamente. De preferência, nos ombros de seus coleguinhas do Instituto Millenium.

Os blogueiros progressistas vivem sob as bênçãos de Apparicio Torelly, o Barão de Itararé.

Até a doçurinha da Flávia Jannuzzi, da Rede Globo, sem querer prestou tributo ao grande Apporelly, chamando o Largo do Itararé, no Complexo do Alemão, de Largo Barão de Itararé.

Barão de Itararé, padrinho do Centro de Estudos de Midia Alternativa Barão de Itararé, foi um humorista que, no fundo, praticava jornalismo sério.

Porque jornalismo sério não é aquele que veste terno e gravata e anuncia índices econômicos e só fala de cúpulas de Estado.

Jornalismo sério é aquele que respeita a sociedade.

Paulo Henrique, Cloaca, Rodrigo, Miro, Azenha, são alguns dos cavaleiros do grande exército Blogoleone - incluindo outros blogueiros do Blogoleone - que agitam a Internet e tiram o sono outrora tranquilo dos barões da grande mídia.

Hoje tem Casseta & Planeta. Mantenham as crianças fora. O Madureira vem das profundezas sombrias do PiG.

Só Ali Kamel, Merval Pereira, Diogo Mainardi, Reinaldo Azevedo etc e nomes como Joelma & Chimbinha (Banda Calypso), estão solidários a ele.

Mas o público que antes via os cassetas agora vai pra cama mais cedo. Ou muda de canal. Ou desliga a tevê.

A blogosfera progressista marca mais um ponto ao superar em humor os próprios cassetas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...